(19) 3251-2312 / 3325-1522  |    (19) 99837-4640  |    contato@singular.med.br  |  
 

radiofrequência pulsada dor na colunaApós a radiofrequência pulsada, a maioria dos pacientes com dor lombar e ciática estavam sem dor: estes foram os resultados de uma pesquisa apresentada na reunião anual da Sociedade Radiológica da América do Norte (RSNA 2017), que aconteceu entre os dias 26 de novembro e 1 de Dezembro, em Chicago (EUA).

 O estudo prospectivo da Sapienza Università di Roma incluiu 80 pacientes com pelo menos 3 meses de dor lombar devido a hérnia de disco que não responderam ao tratamento conservador, incluindo exercícios físicos e medicação.

A radiofrequência pulsada é um procedimento intervencionista minimamente invasivo, no qual o médico introduz uma agulha até o disco comprometido. Um aparelho emite uma corrente elétrica, que é levada até a ponta da agulha, gerando pulsos de energia em intervalos definidos durante 10 minutos. Mesmo sem tocar o disco, o pulso de radiofrequência resolve a herniação. Na radiofrequência pulsada, ao contrário da convencional, não há lesão do nervo, conforme explicamos em outro artigo de nosso site

Dos 80 pacientes que participaram do estudo, 81% estavam sem dor um ano após uma única sessão de radiofrequência pulsada. Seis pacientes necessitaram uma segunda sessão. Um dado importante é que, com isso, 90% dos pacientes do estudo puderam evitar a cirurgia. Além disso, nenhum participante relatou qualquer efeito colateral.