(19) 3251-2312 / 3325-1522  |    (19) 99837-4640  |    contato@singular.med.br  |  
 

lancet dor lombarNesta semana, o renomado periódico Lancet publicou uma série de 3 artigos sobre dor lombar. Os artigos são escritos por diversos especialistas no assunto ao redor do mundo, liderados pela professora Rachelle Buchbinder, da Monash University, na Australia. Entre os pesquisadores, está a brasileira Dra. Luciola Costa, da UNICID, que participa do grupo responsável pelo terceiro texto da série.

Neste post, traduzimos e resumimos o que diz cada um dos artigos:

ARTIGO 1: What low back pain is and why we need to pay attention

Neste primeiro artigo, os autores chamam a atenção para a complexidade da dor lombar e apontam as contribuições de fatores psicológicos, sociais e biofísicos. Eles afirmam que para a grande maioria dos casos, não é possível identificar uma única causa específica. Os maiores fatores de risco são trabalhos que demandam fisicamente, comorbidades físicas e mentais, tabagismo e obesidade.  A maioria das pessoas com dor lombar se recuperam rapidamente, porém a recorrência é frequente e em alguns poucos casos, a dor se torna persistente. Os fatores que mais contribuem para a persistência da dor são dor de alta intensidade, estresse psicológico e dor em mais de um local. Mecanismos de modulação e fatores cognitivos (pensamentos sobre a dor) também têm um papel fundamental na dor persistente. A incapacidade e os custos relativos à dor lombar tendem a aumentar nas próximas décadas, principalmente em países com renda menor. Por isso, são necessários esforços intensificados e iniciativas globais para abordar o problema.

 

ARTIGO 2: Prevention and treatment of low back pain: evidence, challenges, and promising directions

O segundo artigo da série aponta que há um certo consenso entre os diferentes guidelines clínicos para dor lombar. As recomendações sugerem o uso prudente de medicação, exames de imagem e cirurgia e focar mais no uso de uma abordagem biopsicossocial guiando o tratamento inicialmente não farmacológico, com educação do paciente, continuidade de suas atividades diárias e exercícios físicos. Para casos mais complexos, há a indicação de programas psicológicos.

 

ARTIGO 3: Low back pain: a call for action

 O terceiro e último artigo é uma chamada para a ação em relação a este problema global. Os autores apontam que a dor lombar é a principal causa de incapacidade no mundo e que o problema tem crescido com o crescimento e envelhecimento da população. O problema se agrava com o fato de que o crescimento populacional é mais intenso nos países de baixa e média renda, onde os recursos de tratamento são mais escassos, tornando necessário que sejam realizadas ações

 

Para acessar os artigos originais em inglês, clique aqui