(19) 3251-2312 / 3325-1522  |    (19) 99837-4640  |    contato@singular.med.br  |  
 

dor crônica neuropática centralA nova versão do Código Internacional de Doenças (CID-11) define dor crônica neuropática central como uma dor crônica que é causada por lesão ou doença do Sistema Nervoso Central Somatossenssorial, ou seja, na medula ou no cérebro. No novo código, ela é dividida em 5 subdiagnósticos. Vejamos quais são eles:

1 – Dor crônica neuropática central associada com lesão medular: neste subtipo, a dor é causada por lesão ou doença nas vias somatossensoriais da medula. A dor pode ser espontânea ou evocada, como resposta aumentada a estímulos dolorosos (hiperalgesia) ou não dolorosos (alodinia).

2 – Dor crônica neuropática associada a lesão cerebral: a dor neste caso é causada por uma lesão ou doença no córtex somatossensorial, em regiões cerebrais conectadas ou em vias associadas. Para o diagnóstico, é necessário haver uma história de trauma plausível, início de dor com relação temporal com o trauma e distribuição da dor neuroanatomicamente plausível. Sintomas ou sinais sensoriais também devem estar presentes na região corporal correspondente.

3 – Dor crônica central pós AVC: trata-se de uma dor causada por uma lesão cerebrovascular, infarto ou hemorragia do cérebro ou do tronco cerebral. A dor pode ser espontânea ou evocada (hiperalgesia ou alodinia). Para o diagnóstico, é necessário ter havido um Acidente Vascular Cerebral, com distribuição neuroanatomicamente plausível da dor.

4 – Dor crônica causada por esclerose múltipla: lesões de regiões e vias cerebrais causadas pela esclerose múltipla podem gerar dor crônica, que pode ser espontânea ou evocada (hiperalgesia e alodinia). O diagnóstico requer um histórico de esclerose múltipla e distribuição neuroanatomicamente plausível da dor.

5 – Outras dores crônicas neuropáticas centrais especificadas ou não especificadas: este subdiagnóstico abrange todas as dores crônicas neuropáticas centrais que não estão listadas aci

Testimonios

  • Mari

    Mari

    "Já tinha consultado inúmeros médicos sem resultado algum...o Singular fez toda a diferença no momento crítico pelo qual passei. Além dos profissionais competentes, o tratamento humanitário foi destaque durante o tratamento." Lea Más
  • Marcelo

    Marcelo

    "23 anos de dor lombar crônica. No começo de tudo a dor era insuportável, 24 hs por dia; nessa época já não esperava mais nada, era como mais uma consulta, mas foi através do tratamento de bloqueios e fármacos específicos Lea Más
  • Priscilla

    Priscilla

    "Confio plenamente em toda equipe que cuida de mim...estou evoluindo cada dia mais...minha vida não parou." Lea Más
  • Lucinda

    Lucinda

    Acho que nunca me acostumei com a dor, e saber que era possível me livrar dela me fez chegar até aqui, um lugar tão Singular, que certamente simbolizará um novo jeito de caminhar, um novo destino com projetos e possibilidades. Lea Más
  • Omar

    Omar

    DR CHARLES e DR FABRÍCIO dois Profissionais e dois seres humanos , sem palavras..... Lea Más
  • Marcelo

    Marcelo

    No início de 2013 comecei a sentir dores constantes na região cérvico-toráxica. Não sabia as causas e muito menos o diagnóstico para aquele incômodo muscular que passou a ser diário. Com o passar do tempo a dor começou aumentar de intensidade e de duração. Lea Más
  • Anderson

    Anderson

    É difícil mensurar minha satisfação atual, assim como era difícil suportar tanta dor e sofrimento pelo qual passei quando do início de meu tratamento junto à clínica singular, em especial pelo atendimento prestado pelo Dr. Charles. Lea Más
  • Gláucia

    Gláucia

    Procurei o Dr. Fabrício em decorrência de um pós operatório frustrado. Cheguei a primeira consulta totalmente fatigada, abaixo do meu peso, muita olheira por  noites mal dormidas e com uma grande expectativa quanto a solução para o alívio das dores Lea Más
  • Déa

    Déa

    Dr. André, não temos palavras para agradecer toda dedicação e carinho, que aliados à extrema competência fizeram com que nossa mãe e paciente Déa se sentisse segura e sem dor no decorrer de anos de tratamento, mesmo após inúmeras opiniões no sentido de que não haveria mais possibilidade de controle da dor. Lea Más
  • Rodrigo

    Rodrigo

    Assim como o ano de 2016, o de 2017 para mim inicia-se com um enorme otimismo e as melhores expectativas possíveis! Todo esse otimismo está embasado no belíssimo papel que a Clínica SINGULAR desempenha em minha vida e na de Lea Más
  • Rosalva

    Rosalva

    Quero agradecer à toda equipe da Clínica Singular, todos, sem exceção, atenciosos, sempre presentes e muito gentis.  Em especial ao fisioterapeuta Rodrigo Vasconcelos que me auxiliou com exercícios e após conversar com o Dr. Rafael Barreto Silva  do Instituto da Lea Más
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11