Blog

Dores no quadril: o que pode ser?

Conviver com dores no quadril não é nada fácil, não é?! Responsável por uma articulação muito importante do aparelho locomotor, o quadril faz a conexão do nosso tronco com os membros inferiores e dada esta função de encaixe, é natural que o quadril sofra com o impacto, além de problemas posturais.

Por isso, eventualmente ele pode desencadear dores e desconfortos. Ao desenvolver alguma doença, dor ou lesão na região, sua rotina pode ser muito prejudicada, já que atrapalha tanto a movimentação quanto os momentos de descanso.

Confissões de um médico da dor - por Dr. Charles de Oliveira

confissoes de um medico da dor

Ser um médico que acolhe as dores dos outros é empolgante e desafiador. Precisamos estudar muito para entender sobre dores que acometem todo nosso corpo. Ao mesmo tempo, sabemos que corpo e alma não se separam e rotineiramente somos ouvintes de nossos pacientes que nos relatam histórias de sofrimento, insegurança, angústia, solidão.

Artigo por Dr. Charles Oliveira - "Crise de opioides: será que vamos trilhar o mesmo caminho dos Estados Unidos?"

crise de opioidesA crise de opióides não para de gerar novos capítulos. Ontem no estado de Oklahoma (EUA), a empresa Jonhnson e Jonhnson foi condenada a pagar 600 milhões de dólares por propagar entre pacientes e médicos falsas informações sobre segurança e baixo risco de dependência de seu produto, no caso o Durogesic. Esta não é a primeira vítima da justiça americana. Recentemente a American Pain Society, braço americano da IASP (International Association for Study of Pain) foi a falência devido aos processos que recebeu por promover o uso de opioides sem fundamentação científica sólida em troca de robustos patrocínios.

Dor crônica neuropática central – subdiagnósticos

dor crônica neuropática centralA nova versão do Código Internacional de Doenças (CID-11) define dor crônica neuropática central como uma dor crônica que é causada por lesão ou doença do Sistema Nervoso Central Somatossenssorial, ou seja, na medula ou no cérebro. No novo código, ela é dividida em 5 subdiagnósticos. Vejamos quais são eles: